Cuiabá, 09 de Agosto de 2022

Sete países da África somam 1,4 mil casos de varíola dos macacos em cinco meses

Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que 1.400 casos de varíola dos macacos foram detectados do início do ano até meados de maio em sete países da África: Camarões, Libéria, Nigéria, República Centro-Africana, República Democrática do Congo e Serra Leoa. Segundo a entidade, apesar de não ter se propagado em países africanos onde a doença não é endêmica, a avaliação é que o vírus ampliou seu alcance nos últimos anos. “Até 2019, a varíola dos macacos na Nigéria estava principalmente no Sul do país, mas, em 2020, o vírus migrou pra o Centro, Leste e Norte”, diz nota divulgada nesta terça-feira, 31.

Para interromper a tendência, a OMS recomenda a busca por uma soluções conjuntas de erradicação da doença. “Temos que evitar ter duas respostas distintas para a varíola dos macacos, uma para os países ocidentais, que só agora estão tendo uma transmissão significativa e outra para a África”, disse Matshidiso Moeti, diretora da agência da ONU para o continente. Ela também cobrou “igualdade de acesso” a vacinas contra a doença. Em 2020, países da África detectaram mais de 6,3 mil possíveis infecções da varíola dos macacos. Destes casos, 95% foram na República Democrática do Congo.

 

Por JP News

Fatos e Fatos

O site Fatos e Fatos entende que estar preparado é também estar ciente do mundo que o cerca, dos temas que focam a atenção do público e dos fatos que determinam os destinos tanto da sua comunidade. Por isso, o nosso portal não se descuida da cobertura jornalística tradicional, abrangendo temas como Política, Economia, Cidades, Esportes, Tecnologia e Cultura. Essa preocupação faz com que o nosso site torne-se um ponto de informações, as mais diversas, e de pessoas interessadas em se formar e se informar, acreditando, como nós, que a valorização da Educação é a maneira mais eficiente e saudável de mudar o mundo.

Seções

NEWSLETTER

Inscreva-se agora para obter notícias exclusivas!